Estudar o halloween, que horror!

with Nenhum comentário

A fim de evitar qualquer protesto precipitado, esclarecemos que há algum tempo nos propusemos a valorizar e a multiplicar a cultura brasileira entre nossos estudantes. E assim temos feito (estão todos convidados para o nosso sarau Viva a cultura brasileira). Mas vamos ao samba do Halloween.

Desde o retorno à escola para o segundo semestre, as aulas de inglês no Ensino Fundamental II têm sido um mergulho na cultura estrangeira. Isso porque a professora Vera acredita que sua matéria não se trate apenas de ensinar uma língua, mas a expressão de povos, seus costumes, tradições e modos de viver. E nós damos todo o crédito para que ela explore a sua intuição!

Chegamos ao encerramento de um projeto chamado Halloween. Nossa escola está terrível. E aí está o sucesso do trabalho.

Foram meses de pesquisa para que as turmas elaborassem brincadeiras típicas, reunissem músicas, inventassem um concurso de fantasias, providenciassem comidas típicas, produzissem vídeos de histórias de terror e lendas urbanas (em inglês e legendado, é claro) e gravassem um documentário sobre a morte em diferentes culturas. Tudo para uma grande festa que foi oferecida para todos no dia de ontem!

Os monstros e bruxas presentes na festa se viraram nos trinta para mumificarem-se uns aos outros, para arremessarem bolas no olho da caveira e encontrarem objetos no Caldeirão da Bruxa, entre outras brincadeiras.

O projeto contou com a colaboração e patrocínio do Grêmio Estudantil, que ofereceu brindes horríveis e parte da decoração e ainda promoveu um “sarau gótico”!

Deve ser bom demais aprender assim!

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.